Colégio de São Miguel na Hungria

Entre os dias 1 e 8 de abril de 2017, nove alunos de Ciências e Tecnologias e Línguas e Humanidades e duas professoras do Colégio de São Miguel viveram uma experiência única e inesquecível em Budapeste com outros alunos e professores da Hungria, da Roménia e da Turquia, no âmbito do projeto Erasmus+.
Durante uma semana, cerca de 40 alunos puderam conhecer diferentes locais históricos, participar em várias atividades desportivas, viajar de barco, conhecer a gastronomia e divertirem-se com a alegria característica dos jovens e entenderem a importância da partilha, da união entre os povos, da solidariedade e do respeito mútuo.
Este projeto proporcionou, uma vez mais, aos alunos do CSMiguel momentos únicos em que as diferenças fizeram a diferença. Os alunos viveram experiências culturais que os enriqueceram e adquiriram competências sociais fundamentais para a sua formação enquanto cidadãos do séc. XXI.
O projeto – Intercultural Dedicated Education And Learning (IDEAL) –, com a duração de dois anos, terá outro momento alto em julho de 2017 com a presença de 19 professores húngaros, turcos e romenos no CSMiguel que terão oportunidade de conhecer a nossa escola e um pouco do nosso país.

Professoras Cláudia Santos e Hélia Salvado

 

Testemunhos dos nossos alunos:

“Erasmus+ é diversidade” (…) Era tudo novo: a gastronomia era nova; o ambiente era novo; as pessoas eram novas; a cultura era nova, e no fim, quem seria também novo era eu. (…) saio do solo húngaro renovado e muito diferente. (…) A visita à escola foi uma das experiências mais marcantes deste projeto e não tenho a menos dúvida que me transformou (…) as salas de aula, pobres em decoração, pobres em recursos e despidas de qualquer conforto (…) muito aquém das nossas instalações (…) esta simplicidade chocou-se e fez-me mudar de ideias. Por momentos, senti-me ingrato com a escola que frequento, por não saber agradecer aquilo que tenho (…).”

Vítor Silva, 11ºC

 

“Erasmus+ é novas amizades” (…) Por fim fomos para o jantar de despedida, com todos os países, onde estabelecemos melhores relações interpessoais. Este jantar foi o melhor de toda a semana, divertimo-nos, dançámos, conversamos e experienciámos a melhor noite da nossa vida. Quando chegou a altura de dizer adeus foi muito complicado, estávamos todos muito tristes e ninguém queria ir embora.”

Inês Almeida, 11ºA

 

“Erasmus+ é multiculturalismo. (…) fomos à Sinagoga e a um bairro Judeu em Peste. Ficámos a conhecer sobre algumas casas da II Grande Guerra e das injustiças que sofreram. Foi uma tarde inesquecível que nos permitiu estar um pouco mais a par da história do mundo. (…) Esta semana foi uma das melhores experiências que vivi e vai ficar para sempre no meu coração”.

Inês de Castro, 11ºA

 

“Erasmus+ é revolução. (…) Aprendi imenso nesta viagem, nunca pensei conhecer pessoas como as que conheci. Adorei tudo! Mudou por completo a minha forma de ver as pessoas e as relações entre elas.”

Beatriz Cruz, 11ºB

 

“Erasmus+ é tolerância. (…) À tarde, uma bela viagem pelo Danúbio. Cabelos ao vento e belas paisagens tornaram o fim de tarde num dos melhores momentos da viagem. Terminámos o dia com uma ida a um mercado típico, finalmente com comida típica, o Goulash!”

Beatriz Vidigueira, 11ºC

 

“Erasmus+ é partilha. (…) Partimos assim de coração cheio, revigorados por tudo aquilo que vivemos (…)”.

Ana Rita Teixeira, 11ºB

 

“Erasmus+ é união. (…) Foi com muita tristeza, mas com uma felicidade estonteante que deixei Budapeste, pelas coisas que aprendi, mas acima de tudo pelas pessoas que conheci, sinto-me diferente (…) Estarei eternamente grata ao Colégio por me ter dado a oportunidade de uma vida”.

Francisca Simões, 11ºC

 

“Erasmus+ é interação. (…) Desde que soube que iria ter a oportunidade de viajar e conhecer um país que não o meu, senti-me ansioso e aventureiro. (…) Visitámos o Parlamento, no qual nos deslumbrámos com a beleza arquitetónica e ornamental.”

Paulo Cravo, 11ºC

 

“Erasmus+ é crescimento. (…) Já a noite se exaltava, quando fomos passear por Budapeste e constatámos a beleza única da capital húngara à luz amarela dos candeeiros. O que descreve esta beleza? WOW! Não há palavras para a descrever. Budapeste de dia é linda, mas à noite o impacto é especial.”

Rúben Silva, 11ºB

 

 

Ligações

giae novo

Moodle

Papel Químico

Facebook

Oração da Manhã

Erasmus+

Escrita Criativa

inforMATH

Parcerias